Sabemos que perder alguém não é fácil, mais difícil ainda quando essa pessoa é um familiar, parente ou amigo bem próximo. No entanto, como dizem só existem duas coisas nessa vida que temos certeza que vão acontecer, é morrer e, pagar imposto. E para que possamos te ajudar nesse momento, que precise de um serviço funerário, preparamos esse artigo pensando em te auxiliar em algo:

Segue nossas dicas de mais de 20 anos atuando no ramo de serviço funerário.

– É importante saber, caso o falecimento ocorra no próprio domicilio, primeiro deve-se consultar se algum médico estava cuidando dessa pessoa, caso ela estivesse enfrentando algum problema de saúde, e estivesse se tratando dessa enfermidade com algum médico, geralmente apenas médicos particulares. Dessa forma o médico, pode diagnosticar a causa da morte e atestar a declaração de óbito.

Porém antes de tomar qualquer atitude comunique a Policia Militar, para que seja feito o Boletim de Ocorrência, assim eles ligaram para o IML (instituto de médico legal)  ou funerária.

Para que o corpo seja encaminhado ao local necessário. Se o médico atestar a causa da morte, o corpo poderá ser encaminhado diretamente para funerária, no caso a funerária da preferência que a família do falecido escolher. Só então, dessa forma a funerária poderá recolher o corpo no local, no caso a residencia que o falecido se encontra, e a funerária levará para a clinica, e assim fazer as devidas providências de preparação, para que possa ocorrer o velório.

Mas, se a pessoa falecer e não houver a possibilidade de ter um médico para atestar a causa da morte. Os procedimentos serão quase da mesma forma, deve-se comunicar a delegacia para que seja feito o Boletim de Ocorrência, então o delegado ou escrivão comunicará a funerária de plantão ou IML, assim o carro conhecido como “rabecão”, será encaminhado até o endereço.

Recolherá o corpo e encaminhará para o IML para fazer a autopsia, que também pode se dizer necropsia. Só assim descobrirá a causa da morte no mesmo dia, ou caso não seja descoberta o instituto médico legal, pegará analises e encaminharão para fazer o Laudo que geralmente demorá até 60 dias para ficar pronta, e assim quase que 99,9% das vezes é descoberto com certeza do motivo da morte.

Ao finalizar a necropsia, o IML emite a Declaração de Óbito, com a qual a família pode se dirigir ao Serviço Funeral.

E após essa analise feita pelo IML, poderá ser feito a liberação do corpo para o velório e enterro, claro vale ressaltar que não é preciso esperar os 60 dias para que o corpo seja enterrado. Ressaltamos serão apenas coletados amostras de sangue, e outros elementos para que seja encaminhado para fazer o LAUDO.

Em outro artigo iremos explicar a parte de documentação necessária para que o velório e enterro seja feito. Esse foi uma breve explicação de procedimentos.

E caso você esteja na região de São Paulo, de Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras ou Jundiaí, saiba que podemos lhe dar o suporte necessário de prestação de serviços funerários. Assim, daremos o total suporte para que toda parte burocrática seja resolvida.

Adicionar comentário